DIA DE SÃO VALENTIM
8 anos de Tomás

 

Ontem, foi dia de São Valentim (isso não é novidade), mas também foi o dia do Tomás, o meu primeiro filho, o meu primogénito, aquele que me deu a conhecer um mundo de sensações do que é ser mãe: de sentir a estranha sensação da barriga a mexer, de ficar especada a babar no berço ao invés de recuperar as horas de sono perdidas, de perceber que nunca nada tão frágil foi tão meu, de vibrar com um simples arroto ou com cocó na fralda (nunca pensei!), de sofrer quando desconhecia o porquê de estar a chorar, de conhecer aquela ansiedade de ir a correr para o berço para ver se está a respirar,  de ficar emocionada com um sorriso, com uma palavra, com os primeiros passos, com cada vitória conquistada, de sentir um amor imenso daqueles que fazem qualquer palavra ficar sem valor.

 

Continuar a lerDIA DE SÃO VALENTIM