Arquivo mensal: Maio 2015

WEEK TIP

Este Sábado fomos à Volvo Ocean Race, e foi super divertido para as crianças.
Já sabia que este evento tem um mercado, com várias marcas participantes tanto para adulto como para criança. São todas muito giras e algumas delas ainda não conhecia. A minha maior surpresa foi a quantidade de diversão dedicada às crianças. Desde carroceis, a algodão doce, insufláveis, lounge de neve a brincar, pista de mini-volvos e mais não-sei-quan-tos entretenimentos que já não me recordo.
Almoçamos por lá e é claro que a Pilar não resistiu e, para variar durante o almoço tirou o que tinha calçado e até já contagiou esta mania ao mano mais velho. 

Depois do almoço estavam em pulgas para o que realmente interessava e lá fomos nós.
Só faltou “neve nos olhos”.

A Volvo Ocean Race vai estar a decorrer até dia 7 de Junho. Para quem tiver oportunidade de lá passar com as crianças, garanto que vai mesmo valer a pena.
BOA SEMANA!;)

You may also like

IDEIAS PARA FESTAS DE VERÃO

O Tomás e a Pilar nasceram no pico do inverno e raramente tenho hipótese de fazer as festas de anos ao ar livre, por isso, quando organizo opto por recriar todas as coisas que mais gostam, num mundo que seja só deles. Mas acabo por ficar com um “bichinho” para fazer festas ao ar livre e com mil ideias para executar. Existem três delas que são perfeitas para esta altura do ano:


#Biclo-mania
O Tomás, como escreve com as duas mãos e ainda precisa definir a lateralidade, tem dificuldade em pedalar, por isso, esta ideia tem mesmo que ficar para mais tarde aqui em casa. 

Com mais convidados que bicicletas em casa, como é possível fazer uma festa de bicicletas?
A solução é lançar o desafio a cada convidado para trazer a sua própria bicicleta e todos os outros equipamentos que forem necessários – o melhor será elaborar um convite que tenha uma lista do material necessário. 
Depois, basta escolher um lugar ao ar livre e reservar um espaço para quando os mini convidados começarem a chegar poderem fazer a sua própria matrícula ou decoração para os guiadores. O trajeto, já preparado previamente, é giro ter pit stops para os participantes beberem água ou recuperarem energias.

Para terminar a festa, organizar a entrega dos prémios com medalhas para cada um com vários prémios: “a decoração mais criativa”, “aquele que bebeu mais água”, “o que fez mais voltas” acompanhada de uma bela fatia de bolo. Que tal em formato de bicla? 



#Pool-party
Cá em casa a fã nº 1 da água é a Pilar por isso, se continuar assim, organizar uma festa com esta temática do H2O de certeza que iria ficar nas suas memórias para sempre.

O convite que imaginei é em formato de piscina ou duma gota de água e também pode incluir uma lista do que é necessário trazer.
Depois é só montar vários espaços diferentes no exterior: um com uma piscina insuflável, outro com regador ou uma mangueira, outro com pistolas de água, bolas de sabão. 

Algumas mantas estendidas na relva dão o toque final para servir a comida em modo de picnic. No final, cada mini pode levar um kit de pistola de água e bolinhas de sabão.




#Camping Party

É uma ideia do imaginário de qualquer criança. Lembro-me, quando era criança de fabricar tendas com lençóis para brincar com o meu irmão. E, não há nada mais divertido do que passar um serão entre amigos, a brincar, a comer, a rir e a ver as estrelas.

Um convite em forma de teepee de certeza que vai despertar a atenção. Depois só é necessário arranjar a tenda, ou mais que uma e alguns sacos cama. Para quem só tiver espaço interior, basta arrastar alguns móveis e já esta.

Para se divertirem, alguns jogos de cartas ou algumas gincanas noturnas. E que tal surpreender os convidados com um telescópio para poderem ver as estrelas e arranjar umas lanternas ou uma almofada com uma fronha branca para cada um poder assinar e levar para casa? Umas pizzas para o jantar pode ser uma boa aposta. Para acabar a festa em grande, imaginei um belo de um pequeno-almoço, cheio de conversas e memórias da noite anterior.


Espero que gostem.








You may also like

MINI STREET STYLE

Esta imagem cheia de ritmo que eu adorei é do Zé Maria Belo, um mini very, very cool filho de uma mãe cheia de pinta, que é a Mariama Barbosa. 
A Mariama é daquelas pessoas que nunca passa desapercebida porque é ser gira que se farta e ainda tem uma imagem de marca bem forte, um cabelo lin-do-de-mor-rer e uma voz su-per-se-xy. É cheia de energia e boa disposição, além de ser mãe deste miúdo giro, desenvolve imensos projetos como PR de moda, tem um blog cheio de inspirações africanas que eu sigo, o Mariamacomk, e ainda tem tempo para criar através de capulanas, mil e uma utilidades para nós. 
Um grande beijo Mariama e obrigada por partilhares connosco a energia do Zé.

You may also like

COMO UM PAI PODE AVALIAR DE UMA FORMA VERDADEIRA A RELAÇÃO COM O SEU FILHO

Estamos na época dos exames dos minis e de sabermos os resultados de um ano de dedicação, trabalho e estudo. 

Aqui por casa, apesar do Tomás e da Pilar ainda não estarem nessa fase, é um assunto que desperta a minha atenção. Em primeiro lugar por causa da tensão e da ansiedade que vejo toda esta situação provocar nas crianças – também já fui uma e lembro-me de querer sempre tirar boas notas e ficar su-per-ner-vo-sa com o resultado. Por isso, uma das grandes causas para esse sentimento atribuo ao desejo dos minis fazerem tudo para irem de encontro às expetativa dos pais em relação aos resultados. Em segundo lugar, porque vejo existirem sempre parâmetros dentro do sistema para avaliar uma criança. Parâmetros esses que se refletem socialmente, por exemplo se uma criança é considerada boa aluna, geralmente é referenciada pelos pais como sendo um bom filho. E pergunto-me, e os adultos? Somos muita vezes avaliados no desempenho profissional mas enquanto pais, somos avaliados? 



Outra questão pertinente no desempenho de uma criança é o tempo que passam com os pais e como isso pode vir a influenciar os resultados da escola. Com frequência, na nossa sociedade a mulher ainda é sobrecarregada com tarefas, o que faz com que haja menos tempo para poder estar com os filhos. Os homens ainda encontram-se numa fase de criar consciência de que o seu papel  já não é o que era, porque a mulher agora também trabalha. Nos dias de hoje, o correto são as tarefas serem partilhadas por ambos os pais, incluindo a educação e assistência às crianças.

Existem também casos de pais que referem o “tempo de qualidade” como sendo o mais importante. Mas será que o tempo de qualidade está mesmo a ter a qualidade necessária?

Para concluir este tema, nada mais real e verdadeiro para um pai que receber um boletim de avaliação do seu desempenho preenchido pelo seu filho e, desta forma, ter a possibilidade de ficar a conhecer os pontos fortes e os que são necessários serem trabalhados. Para isso, partilho convosco uma ideia de um Boletim do Pai feita por autor desconhecido e que adorei. 


BOLETIM DO PAI (escala de 0 a 20).

Pelo tempo que o pai dedica a conversar comigo antes de dormir: 
Pelo tempo que o pai dedica a brincar comigo: 
Pelo tempo que o pai dedica a ajudar com as tarefas: 
Pelo tempo que o pai dedica a passear com a família: 
Pelo tempo que o pai dedica para ler um livro para mim antes de dormir: 
Pelo tempo que o pai dedica a abraçar e a beijar: 
Pelo tempo que o pai dedica a assistir televisão comigo:
Pelo tempo que o pai dedica a escutar as minhas dúvidas e questões: 
Pelo tempo que o pai dedica a ensinar coisas e ajudar nos trabalhos de casa: 

MÉDIA:

Será que o resultado vai ser parecido com o resultado do Boletim do seu filho? Acha que podemos exigir que uma criança seja boa aluna, se o seu resultado enquanto pai for fraco?
Ficam estas questões para reflexão. 😉





You may also like

ESTE FIM DE SEMANA TROCAMOS AS VOLTAS

Este fim-de-semana, confesso que estive com pouca paciência para tirar fotografias porque este calor faz-me ficar mesmo relax e, ainda por cima, estou com uma hóspede muito especial em casa e estou dedicada a matar saudades.
Para mudar a rotina, resolvi que no Sábado iriamos ficar por casa com muitos mergulhos na piscina e no Domingo aventurei-me a ir para a praia com eles – bem cedo para evitar trânsito, num programa só com amigas.
Faz mesmo bem ter aquelas conversas de mulheres, enquanto os miúdos brincam e divertem-se. O Tomás e a Pilar chegaram a casa todos rotos, preparados para tomarem um bom banho, jantarem e irem dormirem.

You may also like