O ZOO
animais de infância

Fui criada com animais, quase um zoológico. Tivemos papagaios, micos, periquitos, cães, gatos, coelhos…até pintainhos (na altura a nossa cadela fez o favor de desaparecer com dois). Podem imaginar o meu desgosto.

Armada em boa samaritana – com a mania que era veterinária – fazia o favor de trazer mais alguns para casa (às escondidas, claro!). Aqueles que achava estarem abandonados ou que pudessem precisar dos meus dotes de “doutora”. Ainda me lembro da minha mãe apanhar um susto enorme quando encontrou um sapo no meio das plantas. Sim, um sapo verde, grande e papudo.

Repetia a mesma façanha (se pudesse) – que o maridão não me ouça a falar.  Em consenso e conformada (será?) ficam dois gatos, que andam aos pulos enquanto ando aqui a teclar.

A minha mini-mi (escusado dizer que o MI é por graça), entre carinhos e abraços à nova amiga de pêlo castanho e com um livro de cabeça para baixo – género os vão comigo de férias e que ali ficam à beira da espreguiçadeira à espera que acabe de espreguiçar.

Fica-lhe bem, o livro, a amiga e este outfit da Moki&Mar. 

My loves   (a loura, os animais e os livros – quando não estou a espreguiçar).

 

 

 

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *